Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Mundo da Marta

Este é o meu mundo, o meu reflexo, tudo o que faz parte de mim.

O Mundo da Marta

Este é o meu mundo, o meu reflexo, tudo o que faz parte de mim.

The Heir

51a5h1OlkvL._SX328_BO1,204,203,200_.jpg

 

e estas capas?? são de sonhar! 

 

Para avisar... eu sou daquelas pessoas que quando termina um livro ou uma série de livros como esta, The Selection, sente saudades das personagens. 

E já sentia tantas saudades da minha America Singer (snif!).

 

Esta coleção de livros foi-me apresentada de forma improvável e de forma improvável conquistou o meu coração. 

Não... Admito que não é um livro em caminho para prémio nobel da literatura, mas eu não leio para ganhar estatuto, ou porque fica bem ler os livros que vêm recomendados por x ou y. Leio e nada me dá mais prazer do que ler um livro que me conte uma história, que me dê a conhecer coisas diferentes da nossa realidade, que me espante como é possível existirem pessoas neste mundo (autores) com uma capacidade extraordinária de criar novos mundos... 

 

images (1).jpg

 

A crónica The Selection, chegou à pouco tempo a Portugal, acredito que apenas um livro ainda tenha sido traduzido, não recomendo no entanto... Ler em inglês torna-o o muito mais interessante e menos infantilizado. 

Posso dizer-vos que li os três livros de empreitada talvez em menos de um mês, não é pesado e na altura fiquei presa na história. O último, The One, li-o em um dia, num domingo em que fingi que não havia mundo além do que é relato e me dediquei a ver o desfecho do casal America Singer e Maxon.


Este o The Heir, foi uma boa surpresa, a possibilidade de rever as minhas personagens preferidas (só depois de o escrever me percebi que de facto o são) e conhecer agora a sua descendência e vivenciar de novo uma boa seleção! 

Estou ainda no inicio, mas dou comigo a ver o diálogo entre novas personagens novas e antigas e a pensar... oh pah que saudades tinha de te ler!

 

 

É patético mas se o ser humano perder a capacidade de sonhar e imaginar torna-se no que? Nem quero saber é de certeza uma versão mais triste e de todos nós. 

  • 4 comentários

    Comentar post